top of page
Buscar
  • Bruno Veloso Fracasso

HIPERVIGILÂNCIA DA DOR


A #HIPERVIGILÂNCIA à dor é a tendência excessiva de prestar atenção à dor ou a excessiva prontidão para selecionar informações relacionadas à dor em vez de outras informações do ambiente.

A dor aguda é um sistema de alarme, avisando que algo está errado! No entanto, a dor crônica ou persistente não indica dano ou lesão. Como um sistema de alarme com defeito, a dor crônica é o seu sistema nervoso enviando muitas mensagens ou mensagens amplificadas de dor.

Portanto, concentrar muita atenção na dor não ajuda. Na verdade, pode piorar a sua percepção de dor e aprofundar ainda mais a sua resposta à ela!

Quando você está constantemente ciente de sua dor, considerando-a em todas as ações ao longo do dia, isso é conhecido como HIPERVIGILÂNCIA. É como se seus sentidos estivessem sobrecarregados, constantemente à procura de "ameaças" que poderiam piorar sua dor.

Um exemplo de comportamento comum à quem tem HIPERVIGILÂNCIA da dor é aquela pessoa que está sempre protegendo o local da dor... Por exemplo a dor na lombar: a pessoa senta, levanta, caminha, espirra, sorri, sempre com a mão na lombar, como uma espécie de apoio para que se caso doa, esteja amparada.

Tudo isso parece preocupante, mas assim como seu cérebro pode aprender a produzir dor crônica, ele também pode aprender a parar de produzir essas mensagens de dor! A HIPERVIGILÂNCIA é uma reação natural à dor e certamente não é sua culpa.

No entanto, a HIPERVIGILÂNCIA é algo que você pode mudar para reduzir o impacto da dor em sua vida. Nosso Protocolo de Tratamento para Dor Crônica conta com recursos muito efetivos que envolvem Neuromodulação Central e Periférica (veja os posts que fizemos sobre essas modalidades de tratamento), além de Cinesioterapia e Educação em Dor.

Ficou com dúvidas? Converse com nossos Experts!

Ciência Funcional: no pain, YES GAIN!



219 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page